quarta-feira, 6 de junho de 2007

PORQUE ME NEGAS UM BEIJO?

René Magritte (1898-1967)
The Lovers. 1928. Oil on canvas. 54.2 x 73 cm


Porque me negas um beijo?

Teu hostil retraimento
Amolece os restos do meu alento
Para a vida
E aumenta o meu desejo...
Porque me negas um beijo,
Linda boca,
- Flor mordida?

A minha tristeza
Provém do teu hostil retraimento
E também
Do incerto e trágico destino
Que nós temos;
Desse mistério insondável
Que nos rodeia
E do pouco que nós somos
Na eterna corrente das coisas.

Porque me negas um beijo?

António Botto
As Canções
Editorial Presença, 1999

7 comentários:

MariaFaia disse...

Olá Papagueno,

Lindo poema mas...sofrido.

Beijo de Bom Feriado para ti.

avelaneiraflorida disse...

Porque os SENTIMENTOS estão "out"?
Porque um ABRAÇO não se dá?
Porque um OLHAR se esconde?
Porque uma MÃO se não estende?
Porque?????

Mário Margaride disse...

Um poema belo...mas sofrido

Gostei muito!

Um grande abraço

wind disse...

Repito-me:Como o triste em Botto é belo!
Beijos

Antonio Delgado disse...

Sim é mesmo sofrido e a imagem ainda reforça mais esa ideia... duas caras que não se veem.

Um abraço
Antonio

André Benjamim disse...

A minha edição é muito mais velha... Comprei-a num alforrobista, é dos anos 60. Nem traz nome da editora. Mas têm o prefácio de Fernando Pessoa. E o título é apenas "Canções" como no original...

papagueno disse...

Pois mas este não foi fácil, estava esgotado em todo o lado. Só mesmo no stand da Presença na Feira do Livro e teve que ser por encomenda.
Por acaso não me lembrei de procurar num Alfarrabista.