quarta-feira, 4 de julho de 2007

POEMA


Tu estás em mim como eu estive no berço
como a árvore sob a sua crosta
como o navio no fundo do mar

Mário Cesariny
"Pena Capital"
Assírio & Alvim

16 comentários:

Maria disse...

Sim, Papagueno, é mesmo isso... É mesmo isso quando se é verdadeiramente UM. Beijos, adorei.

Mário Margaride disse...

Amigo papagueno,

Adorei este poema!

Passa pelo Canto poético, tens lá um desafio para ti, se o aceitares claro!

Abraço

avelaneiraflorida disse...

LINDISSIMO!!!!!

A mais pura das verdades, quando ela é uma realidade!!

Bjks

Mário Margaride disse...

Desculpa lá meu amigo, tens razão, ando mesmo distraído!

Já lá coloquei a alusão è tua nomeação para este desafio, no meu cantinho.
E aproveito para te agradecer teres-me nomeado.
Agora nomeio-te eu também para este mesmo desafio.
Desculpa esta maldadezinha...

Um abraço

inês leal, 31 anos à volta do sol disse...

lindo...*

wind disse...

Lindo! Sou suspeita porque adoro Cesariny:)
Beijos

Gi disse...

E é tão bom quando assim acontece!

(A imagem é linda. Babei!)

Beijinhos

Um Momento... disse...

Adorei:))
E ainda ontem estive a ver esta imagem... bela
Um beijinho(*)

SA disse...

linda imagem :) eo poema não fica atrás. ja fiz o desafio do livro está la no impessoal. bjo

Um Momento... disse...

Deixei cair um (*)

Noite serena :))

A. Jorge disse...

Adorei!
Foi uma bela reentrada!

Abraço

Jorge

http://vagabundices.wordpress.com/

Ludovicus Rex disse...

Amei...

Um Abraço e Bom Fim de Semana

avelaneiraflorida disse...

Papagueno...
já não sei o que dizer...mas no meu cantinho está tudo dito!!!!

Bjks

gasolina disse...

Cesariny, pois então!

Beber-lhe as palavras sem nunca se dessedentar.

Um beijo, fica bem

Miguel disse...

Papagueno,

Uma imagem destas acompanhada de vilonino ...

È de chorar por mais ...!

Um BOM FDS!
Um abraço da M&M & Cª!

Ema Pires disse...

Bonito poema e linda música.
Passava por aqui.
Beijinhos