segunda-feira, 5 de novembro de 2007

O ESTRANGEIRO


– Diz, homem enigmático, de quem gostas mais ? Do teu pai, da tua mãe, da
tua irmã ou do teu irmão?
– Não tenho pai, nem mãe, nem irmã, nem irmão.
– Dos amigos?
– Utiliza uma palavra cujo sentido desconheço até agora.
– Da pátria?
– Ignoro em que latitude se situa.
– Da beleza?
– Amá-la-ia de bom grado, deusa e imortal.
– Do ouro?
– Odeio-o como odeia Deus.
– Ah! De que gostas tu então, estrangeiro extraordinário?
– Gosto das nuvens … das nuvens que passam …lá longe …das maravilhosas nuvens!

Charles Baudelaire

4 comentários:

sniqper ® disse...

E como ele tem razão...

Palavras Soltas disse...

E como as nuvens são belas
Gostar assim...é raro
Desejo uma linda semana
*Sorriso*

avelaneiraflorida disse...

Papagueno, AMIGO

O Universo de Baudelaire é extremamente "especial"...
Não se fica impune ao ler o que ele nos deixou escrito!!!!!
Bjks

pinguim disse...

Baudelaire no seu "melhor".