quarta-feira, 14 de novembro de 2007

MAR


Mar, metade da minha alma é feita de maresia
Pois é pela mesma inquietação e nostalgia,
Que há no vasto clamor da maré cheia,
Que nunca nenhum bem me satisfez.
E é porque as tuas ondas desfeitas pela areia
Mais fortes se levantam outra vez,
Que após cada queda caminho para a vida,
Por uma nova ilusão entontecida.

E se vou dizendo aos astros o meu mal
É porque também tu revoltado e teatral
Fazes soar a tua dor pelas alturas.
E se antes de tudo odeio e fujo
O que é impuro, profano e sujo,
É só porque as tuas ondas são puras.

Sophia de Mello Breyner Andresen

13 comentários:

avelaneiraflorida disse...

MAR...MAR...AZUL E INTENSO!!!!
Como as palavras de Sophia!!!

Brigados AMIGO PAPAGUENO!!!
BjkS

Gi disse...

Uma pessoa fica doente, desaparece de circulação 2 ou 3 dias e quando colta está tudo mudado. Sou suspeita se disser que gosto muito não é? :) Brilham no escuro as imagens e tive uma ótima recepção com a "Sophia" a quem chamo de minha mas é de todos nós.

Um beijinho

Flash disse...

Adoro a grande Sophia...

Blog renovado?
Muito bem, ficou impecável!
Abraço

papagueno disse...

Meus amigos, quando transferi o Bairro do Amor para o blogspot tentei evitar o preto, pois toda a gente me diz que exagero na dita cor. No entanto há muito que estava insatisfeito. É bem como dizes, Gi, as imagens ganham outra vida com o preto.
Obrigado pelos vossos comentários.
Beijos e abraços parta todos.

gasolina disse...

Palavras lindas! E o som "velhinho" a lembrar outras ondas...

Beijo

Ludovicus Rex disse...

Ai o mar... Boa escolha amigo.
Novo look no blog, nova vida.
metade da minha alma é feita de maresia...
Um Abraço

3vairado disse...

A(O)MAR.
Negro é cor de rock!
"Negro, bairro negro";
Um abraço

A. Jorge disse...

Pelo que vejo, este blog continua com grande pedalada.
Espero que nunca te canses.

Abraço

Jorge

http://vagabundices.wordpress.com/

pinguim disse...

Parabéns pelo "new look", está lindo.
E as palavras (e o mar...sempre o mar) da Sophia estão, como sempre bem, em qualquer lugar.
Abraço.

Marreta disse...

Já vi que estamos numa fase "aquática" com muitos polvos e poemas.
À falta da chuvinha nada melhor que um banho do precioso liquido.
Saudações do Marreta.

Fátima disse...

Amigo,

O Mar... que me chama...que me invade... lindo!

:-) Beijinhos

Mário Margaride disse...

Amigo papagueno,

Belíssimo este poema de Sophia!

Adoro o mar!

Um bom fim de semana

Abraço

SA disse...

ola paulo :) olha fotos do jantar la no blogue
a aldina tem as fotos da janta... não sei se ela ficou com o teu mail
cou-lhe perguntar e pedir para ela enviar para ti
bj
sa