domingo, 8 de abril de 2007

NOITE ENLUARADA


A noite está enluarada enquanto é bela
Parece aquela que não pensa mais em mim
Dorme em seu leito, sossegada, e nem imagina
Que a minha sina é sofrer até o fim
Adoro ela desde o tempo de criança
Tenho esperança de findar-se o meu sofrer
Ainda tenho o prazer de abraçá-la
Hei de amá-la neste mundo até morrer.

Se está dormindo, meu amor, venha à janela
Que a noite é bela pra se ouvir o cantador
Eu fico triste quando canto e não te vejo
O meu desejo é gozar o teu amor
Por Deus, eu peço, não despreze quem te ama
Meu peito clama: Pra te amar foi que eu nasci!
Tu és a jovem que possui maior beleza
És a mais linda das mulheres que eu já vi.

Esta canção é uma prova de amizade
Sem falsidade eu nasci para te amar
Tu és a jovem que possui maior beleza
A natureza de um anjo a se formar
Por Deus, eu peço, não despreze quem te ama
Meu peito clama: Pra te amar foi que eu nasci!
Tu és a jovem que possui maior beleza
És a mais linda das mulheres que eu já vi.

Pato Fu

5 comentários:

wind disse...

Lindo:)
beijos

Ludovicus Rex disse...

Bela música meu amigo.
Um abraço

Mário Margaride disse...

Muito lindo papagueno, este poema.

Um abraço

Alma Nova disse...

Boa escolha! Mais um hino ao amor puro e sincero. Jokitas.

looking4good disse...

Gostei muito da poesia e da música (que não conhecia). Tem uma boa semana.