domingo, 14 de outubro de 2007

PELOS OLHOS DO CONDOR

Um caimão emerge das águas do Rio Negro no Brasil.

Um curioso cemitério num banco de areia do Rio Negro, o maior afluente do Amazonas.

Salar de Uyuni, Bolívia. O maior planalto salgado do mundo.

«Esta é a terra sonhada por Simón Bolivar, unida pela espinha dorsal da sua cordilheira e pelo complexo sistema vascular do Amazonas.»

Marie Arana
National Geographic, edição Outubro 2007


Yucatán, Golfo do México. Um bando de flamingos parece tomar a forma de uma ave.

Vulcão Pacaya, Guatemala


AMÉRICA, no invoco tu nombre en vano.
Cuando sujeto al corazón la espada,
cuando aguanto en el alma la gotera,
cuando por las ventanas
un nuevo día tuyo me penetra,
soy y estoy en la luz que me produce,
vivo en la sombra que me determina,
duermo y despierto en tu esencial aurora:
dulce como las uvas, y terrible,
conductor del azúcar y el castigo,
empapado en esperma de tu especie,
amamantado en sangre de tu herencia
america

Pablo Neruda

"Canto General", 1950


La Gran Sabana, Parque Nacional de Canaima, Venezuela

Cordilheira Branca, Glaciar Paron no Peru.

Pelos Olhos do Condor, uma perspectiva aérea da América Latina.

Artigo da edição de Outubro da National Geographic
Fotos: Robert B. Haas

9 comentários:

wind disse...

Maravilhosas fotografias e belo poema:)
Beijos

RIC disse...

«El condor pasa» e vê maravilhas desse espantoso Continente!
... Acho que não hei-de morrer sem subir o Amazonas de Belém do Pará à nascente do Ubanguy, nos Andes... É cá um «feeling»...
Obrigado e um abraço! :-)

Freyja disse...

querido amigo
que lindo homenaje le haces a America Latina
ademas con ese bello poema de Pablo Neruda
deseo que estes muy bien, muchos cariños y una linda semana
besitos


besos y sueños

Fátima disse...

Amigo,

De facto uma boa apresentação, fotos e poesia, os olhos do condor são perfeitos para vermos tamanha beleza!
Muito Bom

Beijinhos

Maçã de Junho disse...

Hum, e que linda que é a América!
e a musica que toca, até tive pena de clicar no "coment"... já não a oiço, é uma das minhas preferidas, e com o humor que tenho hoje, parece que foi escolhida de propósito!

uma beijo grande amigo
M

avelaneiraflorida disse...

Papagueno, Amigo

O que eu não daria para "ter olhos" de condor e asas para "voar" sobre todas estas maravilhas...

Ao menos, olho-as aqui...e contento-me em sonhar!!!
Bjks

Flash disse...

E que linda é a vista do condor...

Abraço e obrigado pelas excelentes imagens.

pinguim disse...

Caro amigo
quando comento este texto, muito belo e bem documentado tanto pelas fotos, como pela escrita de Pablo Neruda, sobre a América, neste caso, do Sul, veio-me logo à ideia o tema "El condor pasa"; pelo que pude ler nos comentários, foi esse o tema escolhido para musicares este post, o que se justifica plenamente.
Abraço.

sa disse...

imagens muito belas. curiosa a foto do cemitério :)