quarta-feira, 31 de outubro de 2007

HALLOWEEN


Na cultura celta o nosso dia 1 de Novembro marcava o fim do Verão, as últimas colheitas e a vinda do escuro e duro Inverno. Esta era também uma data associada aos mortos.
A noite de 31 de Outubro era a noite do "Samhain". Os celtas acreditavam que durante esta noite os espíritos dos mortos vagueavam pelo mundo dos vivos para os atormentar.
A fim de assustar os maus espíritos, eram oferecidas dádivas às divindades e as pessoas mascaravam-se, com cabeças de animais, acendiam grandes fogueiras e esculpiam nabos para colocar uma chama no interior.

por volta de 800 DC a igreja cristianizou este rito pagão, transformando-o no dia de comemoração dos mártires que mais tarde se passou a se chamar dia de todos os santos.

A noite de 31 de Outubro ficou então conhecida como "All Hallow´s Even" que num inglês arcaico era qualquer coisa como "Noite dos Espíritos". A palavra seria depois encurtada para "Halloween".

Em 1800, um grupo de emigrantes irlandeses, leva o culto do "Samhein" para a América e o velho culto de esculpir o nabo para se colocar uma luz no interior é substituido pela abóbora.

3 comentários:

Maria disse...

E depois foi comercializado na Europa... Mas a história verdadeira é essa que contas e é bonita, como é sempre bonita a história dos homens e das suas magias, das suas relações com o sobrenatural, dentro ou fora de si mesmos. Sempre à procura. Como crianças. Beijinhos.

avelaneiraflorida disse...

BOA "estoria"...memória fundamental da maentalidade e da cultura dos povos!

Pena que o consumismo desvirtue muitas destas realidades transformando-as em "algo" obrigatório, igual,supérfluo...

A magia a caba por se perder...
Bjks

pinguim disse...

Embora estas datas, tão fabricadas ao melhor "american style", não me digam rigorosamente nada, gostei de saber a génese do acontecimento.
Abraço.