segunda-feira, 3 de setembro de 2007

TRAGÉDIA GREGA

Louisa Gouliamaki AFP

Nikolas Giakoumidis AP

John Kolesidis Reteurs


Yirogos Karahalis Reuters

NASA Reteurs

12 comentários:

avelaneiraflorida disse...

Sim, papagueno!!!!
Ironia das palavras e sofrimento de quem vive nesses locais, hoje destruídos...

A estranha vontade de se atearem fogos atinge as raias da obsessão, um pouco por todo o lado.
A dor e a perda não contam...para quem se diverte com o espectáculo!!!!
Mas seja , em que parte for do planeta, é CRIME!!!!
Bjks

Sniqper disse...

Será que o homem existe? Ou será uma distorção da realidade, dessa que devia transbordar de humanidade, mas que afinal nada mais é do que contabilidade...
O fogo uma forma simples de passar por cima de burocracias e leis. O resto, o sofrimento para ELES é mal menor, o que de facto interessa é lucros...

Cumps.
sniqper

RIC disse...

Esta desgraça tem, a meu ver, duas quota-partes de culpas humanas, uma directa e outra indirecta.
Aquela decorre da ganância contemporânea que não olha a nada nem a ninguém; só o dinheiro interessa.
Esta reside nas espantosas alterações que o homem tem vindo a provocar no clima.
Em 50 anos, os glaciares dos Alpes ou as neves do Kilimanjaro serão meras evocações de um passado perdido...
O que é que andamos a fazer?!

SA disse...

De facto o título não poderia ser outro.. esperemos que a catástrofe não vá mais longe

wind disse...

Horrível!
Beijos

Belzebu disse...

Uma verdadeira "tragédia grega"! Um drama que nós portugueses tão bem conhecemos. O homem, único responsável por tudo isto, directa ou indirectamente, continua a desafiar a natureza, indiferente a todos os avisos!

Lamentável! Um abraço infernal!

Maria disse...

Miséria humana e ambiental. Impossível de entender o que leva os homens a destruir desta forma, o que nos leva igualmente a não respeitar a nossa pequenez perante forças da natureza, não somos donos de nada, o mundo é a nossa casa e para cuidar. E quem cuida agora dos que partiram e dos que ficaram sem nada...?

O calor regressou com Setembro, esperemos que as consciências ajudem a manter, em todos os países potencialmente afectados, o civismo em questões como cigarros mal apagados, fogueiras descuidadas, e sobretudo, eleve o espírito de solidariedade no apoio a situações calamitosas como a que descreves. Porque foi muito má mesmo. Tragédia é o termo.

Um abraço, Papagueno, sempre atento.

looking4good disse...

Impressiona como no séc. XXI o homem não consegue controlar estas catastrofes... Obrigado pela visita ao blog (aliás conto como sendo um dos visitantes assíduos) e comentários de incentivo :)

Ludovicus Rex disse...

Esperemos que os criminosos sejam bem apanhados... Mão de ferro para esta 'gente...'

Papoila disse...

boa selecção de imagens a ilustrar a tragédia...

Beijos
BF

3vairado disse...

A tragédia grega, clássica, vivia-se nos teatros. A actual é em qualquer lado e por todo o lado.
Ainda é possível haver beleza nas fotos da tragédia?

pinguim disse...

Sem dúvida que foi uma catástrofe de enormes proporções.
Mas quero aqui recordar outra tragédia que aconteceu bem perto do local onde estive a passar férias, na costa dálmata da Croácia; num incêndio numa das numerosas ilhas, pouco povoadas que constituem o Parue Natural Kornatti, com uma vegetação mínima e rasteira, os bombeiros foram apanhados num cerco provocado por fortes ventes contrários e morreram de imediato 6; dos restantes 8, cinco foram falecendo nos dias seguintes e esperava-se o pior para os restantes (dois não tinham 18 anos).
Tragédias, e não só gregas...