terça-feira, 11 de setembro de 2007

HOMENAGEM AO POVO DO CHILE



Foram não sei quantos mil
operários trabalhadores
mulheres ardinas pedreiros
jovens poetas cantores
camponeses e mineiros
foram não sei quantos mil
que tombaram pelo Chile
morrendo de corpo inteiro

Nas suas almas abertas
traziam o sol da esperança
e nas duas mãos desertas
uma pátria ainda criança

Gritavam Neruda Allende
davam vivas ao Partido
que é a chama que se acende
no Povo jamais vencido
– o Povo nunca se rende
mesmo quando morre unido

Foram não sei quantos mil
operários trabalhadores
mulheres ardinas pedreiros
jovens poetas cantores
camponeses e mineiros
foram não sei quantos mil
que tombaram pelo Chile
morrendo de corpo inteiro.

Alguns traziam no rosto
um ricto de fogo e dor
fogo vivo fogo posto
pelas mãos do opressor.
Outros traziam os olhos
rasos de silêncio e água
maré-viva de quem passa
Uma vida à beira-mágoa.

Foram não sei quantos mil
operários trabalhadores
mulheres ardinas pedreiros
jovens poetas cantores
camponeses e mineiros
foram não sei quantos mil
que tombaram pelo Chile
morrendo de corpo inteiro.

Mas não termina em si próprio
quem morre de pé. Vencido
é aquele que tentar
separar o povo unido.
Por isso os que ontem caíram
levantam de novo a voz.
Mortos são os que traíram
e vivos ficamos nós.

Foram não sei quantos mil
operários trabalhadores
mulheres ardinas pedreiros
jovens poetas cantores
camponeses e mineiros
foram não sei quantos mil
que nasceram para o Chile
morrendo de corpo inteiro.

José Carlos Ary dos Santos

8 comentários:

RIC disse...

Obrigado, meu caro, por nos recordares Salvador Allende e a tragédia chilena. Esta, por menos mediatizada (outros tempos...) e mais abafada, acabou por passar mais despercebida do que «outras», despudoradamente manipuladas...
Um forte abraço!
:-)

wind disse...

E assim foi!
Beijos

avelaneiraflorida disse...

AS MEMÒRIAS NÂO PODEM SER ESQUECIDAS!!!!

"BRIGADOS" por este post, papagueno!!!

Bjks

Ludovicus Rex disse...

Não esqueceremos! Jamais!
Um Abraço

pinguim disse...

Muita gente esquece que o 11 de Setembro é algo mais do que a tragédia do WTC.
Fizeste bem em relembrar essa outra tragédia.

Papoila disse...

O grande Ary dos Santos...
RElembrando outro 11
Bonito poema

Beijinhos
BF

Freyja disse...

gracias por el homenaje al pueblo chileno
hace ya 34 años que un 11 septiembre le cambio la vida a nuestro pais dejando una dictadura que duro 17 años y muchas muertes y dolor
ojala esto no se repita nunca mas en el mundo
siempre se recordara a Salvador Allende con gran honor, dolor y como gran heroe
mil gracias


besos y sueños

Hugo Besteiro disse...

É preciso não deixar cair das memórias pessoais e principalmente da colectiva!

A História é do Povo e dos homens e mulheres que tombaram em luta pela liberdade e o progresso social!