domingo, 16 de setembro de 2007

HABANERA



L'amour est un oiseau rebelle
Que nul ne peut apprivoiser,
Et c'est bien en vain qu'on l'appelle,
S'il lui convient de refuser.
Rien n'y fait, menace ou prière,
L'un parle bien, l'autre se tait;
Et c'est l'autre que je préfère
Il n'a rien dit; mais il me plaît.
L'amour! L'amour! L'amour! L'amour!

L'amour est enfant de Bohême,
Il n'a jamais, jamais connu de loi,
Si tu ne m'aime pas, je t'aime,
Si je t'aime, prend garde à toi!
Si tu ne m'aime pas,
Si tu ne m'aime pas, je t'aime!
Mais, si je t'aime,
Si je t'aime, prend garde à toi!
Si tu ne m'aime pas,
Si tu ne m'aime pas, je t'aime!
Mais, si je t'aime,
Si je t'aime, prend garde à toi!

L'oiseau que tu croyais surprendre
Battit de l'aile et s'envola;
L'amour est loin, tu peux l'attendre;
Tu ne l'attend plus, il est là!
Tout autour de toi vite, vite,
Il vient, s'en va, puis il revient!
Tu crois le tenir, il t'évite;
Tu crois l'éviter, il te tient!
L'amour, l'amour, l'amour, l'amour!

CARMEN
GEORGES BIZET

11 comentários:

avelaneiraflorida disse...

A MINHA CARMEN!!!!!! A MINHA FAVORITA DOS FAVORITOS!!!!!

Que bom relembrar aqui, Papagueno!!!
Já, tempos atrás tinha deixado uns posts com outras versões...

"BRIGADOS"!!!!!! por este começar de dia!!!!

BJKS

Mário Margaride disse...

Adoro a Carmen!!

Bom Domingo, amigo papagueno


Abraço

wind disse...

Uma das minhas óperas preferidas e ária também:)
Vou roubar...:)
Beijos

pinguim disse...

Também foi esta a ária que escolhi para homenagear Maria Callas.
Abraço.

Gi disse...

Ontem não vim cá mas hoje comecei cedinho. Olha que coisa boa abrir uma manhã e uma semana assim :). Que maravilha (guardei)

Um beijinho

Nana disse...

Obrigada:)

RIC disse...

Grande homenagem, meu caro! Obrigado e parabéns! Fica mais que claro que és rendido a esta espantosa mulher e fabulosa voz!
Abraço! :-)

Maria Faia disse...

Querido Amigo,

Poisar o espírito neste teu cantinho transmite-me sempre uma grande sensação de paz e abstração das maleitas do mundo em que vivemos.
Obrigado amigo.

Fernanda Lomônaco disse...

tô longe pra relembrar...

mas não pra apreciar..

lindo.

A. Jorge disse...

Adoro ópera, oiço ópera desde pequeno, o meu pai teve a felicidade de conhecer a Maria Callas pessoalmente, tendo inclusivamente contracenado com ela no S. Carlos nos anos 50 (antes de eu nascer). A minha mãe, também foi cantora lírica, tendo, mais tarde, sido professora de canto no Conservatório de Música do Porto. É, portanto, na qualidade de grande apreciador que te digo que a Carmen de Bizet é,para mim, depois do Rigoletto e dos Palhaços uma das minhas grandes preferidas.

Abraço

Jorge

http://vagabundices.wordpress.com/

Maria disse...

Linda, a ária, como a interpretação. Dá direito a sonhar que o amor pode mesmo ser um pássaro rebelde sem lei...

Beijinho, Papagueno.