sábado, 30 de agosto de 2008

MORCEGOS NA WEB

Morcego-de-Peluche, Miniopterus schreibersii

Esta postagem, à semelhança de outras anteriores, tem como principais objectivos divulgar e acabar com alguns preconceitos contra certos animais.

As lendas do Conde Drácula e o facto de haver algumas espécies que se alimentam do sangue de outros mamíferos, contribuíram para alimentar a má fama dos morcegos.
O certo é que, além de ajudarem na polinização de muitas espécies vegetais, os morcegos são muito úteis no controlo de certas pragas de insectos, evitando muitas vezes o uso de insecticidas químicos sempre nefastos ao ambiente.


Morcego-de-ferradura-mourisco, Rhinolophus mehelyi

«No mundo existem mais de 1000 espécies de morcegos e, em Portugal Continental, existem 24 espécies, que representam 40 por cento da fauna de mamíferos terrestres do país.Nove das espécies existentes em Portugal são classificadas como criticamente em perigo, em perigo, ou como vulneráveis no Livro Vermelho dos Vertebrados de Portugal (2005).»

Morcegos na Web

6 comentários:

ANTONIO DELGADO disse...

Olá viva Amigo Papagueno.

Obrigado pela sua visita e pela informaçao.Tenho estado um pouco afastado de comentar porque prometi a mim mesmo umas "férias sabáticas" blogosféricasde verdade que andava cansado. SOBRE OS MORCEGOS. pessoalmente tenho um carinho especial por estes animais porque em pequeno cheguei a ter alguns apanhados num palheiro do meu avó. Sao muito simpaticos e "frageizinhos", sobretudo nas asas. Gostei de recordar esta musica da minha juventude dos Black Sabath " Im goind to change"...como me fez sonhar na minha adolescencia.

Um abraço fraterno.
António

wind disse...

São muito feios.lol
Beijos

Ludo Rex disse...

Boa informação. Um Abraço e Bom Fim de Semana

Vira Vento disse...

"Não é fácil distinguir o homem dos animais, não há critério seguro para distinguir o homem dos animais.

As vidas humanas decorrem da mesma íntima inconsciência que as vidas dos animais.

As mesmas leis profundas, que regem de fora os instintos dos animais, regem, também, de fora, a inteligência do homem, que parece não ser mais que um instinto em formação, tão inconsciente como todo instinto, menos perfeito porque ainda não formado."

Fernando Pessoa.

Músico Guerreiro aka Melões disse...

Em crianca, na quinta do meu avo, brincava com os morcegos. Enganava-os e atirava migalhas de pao ao ar. Pensavam ser insectos e faziam voos razantes.
Nao deixam, no entanto, de ser animais muito feios.
Abraco

Arion disse...

Por acaso gosto de morceguitos. Uma vez tentei domesticar um, que apanhei caído, teria eu os meus 9, 10 anos. Morreu pouco depois... Aliás, para eu o ter encontrado em pleno dia, é porque já não estava muito bem de saúde... Abraço!