domingo, 17 de agosto de 2008

É DOCE MORRER NO MAR


É doce morrer no mar,
Nas ondas verdes do mar

A noite que ele não veio foi,
Foi de tristeza pra mim
Saveiro voltou sozinho
Triste noite foi pra mim

É doce morrer no mar,
Nas ondas verdes do mar

Saveiro partiu de noite, foi
Madrugada não voltou
O marinheiro bonito
Sereia do mar levou.

É doce morrer no mar,
Nas ondas verdes do mar

Nas ondas verdes do mar, meu bem
Ele se foi afogar
Fez sua cama de noivo
No colo de Iemanjá

Dorival Caymmi (1914-2008)

8 comentários:

pinguim disse...

Desapareceu o grande poeta da música brasileira.
SARAVAH!!!

wind disse...

Bela homenagem com uma maravilhosa música e letra.
Beijos

Ludo Rex disse...

Perdura a sua obra. Um abraço

Freyja disse...

siempre algo lindo, música y letra bellas
que estes muy bien amigo, un abrazo grande y una linda semana
gracias por tus saludos
besitos

besos y sueños

Mandillo disse...

è de facto doce a ideia de morrer no mar.......................... Mas é melhor pensar" Há mar e mar , há ir e voltar"........

abraço

Mandillo disse...

è de facto doce a ideia de morrer no mar.......................... Mas é melhor pensar" Há mar e mar , há ir e voltar"........

abraço

Mandillo disse...

Mas há quem ñ morra no mar.....
E que fique conosco para sempre!

Ruth disse...

I recently came across your blog and have been reading along. I thought I would leave my first comment. I don't know what to say except that I have enjoyed reading. Nice blog. I will keep visiting this blog very often.


Ruth

http://www.infrared-sauna-spot.info