sábado, 26 de janeiro de 2008

SEMPRE PARA SEMPRE



Há amor amigo
Amor rebelde
Amor antigo
Amor da pele
Há amor tão longe
Amor distante
Amor de olhos
Amor de amante
Há amor de inverno
Amor de verão
Amor que rouba
Como um ladrão
Há amor passageiro
Amor não amado
Amor que aparece
Amor descartado
Há amor despido
Amor ausente
Amor de corpo
E sangue, bem quente
Há amor adulto
Amor pensado
Amor sem insulto
Mas nunca, nunca tocado
Há amor secreto
De cheiro intenso
Amor tão próximo
Amor de incenso
Há amor que mata
Amor que mente
Amor que nada, mas nada
Te faz contente, me faz contente
Há amor tão fraco
Amor não assumido
Amor de quarto
Que faz sentido
Há amor eterno
Sem nunca, talvez
Amor tão certo
Que acaba de vez
Há amor de certezas
Que não trará dor
Amor que afinal
É amor,
Sem amor
O amor é tudo,
Tudo isto
E nada disto
Para tanta gente
É acabar de maneira igual
E recomeçar
Um amor diferente
Sempre , para sempre
Para sempre

Donna Maria

13 comentários:

gasolina disse...

Um rol extenso sobre os "amores" do amor.

Mas será que há definição para o amor? Não será essa inconstância em explicá-lo, a falta de palavras sobre a sua essência o que melhor o define? eterno mistério... e ainda bem que assim é.

Beijinhos

wind disse...

Belíssimo!
Vou levar o vídeo já sabes para onde:)
Beijos

papagueno disse...

Gasolina, tens toda a razão, o amor não se define apenas se sente.
Bjks

Wind já sabes que podes levar á vontade.
Bjks

Marreta disse...

Haja amor, sobretudo.
Saudações do Marreta.

avelaneiraflorida disse...

SEMPRE AMOR!!!!

e mais um vídeo lindo!!!!

Bjkas, amigo!!!!

avelaneiraflorida disse...

Voltei para te dizer Amigo...que ontem e hoje há por aqui concerto!!!!

Imagina só de quem!!!!!
EXACTAMENTE!!!!! Do "Padrinho" do Bairro!!!!!!
Infelizmente não posso mesmo assistir, mas o meu menino foi ontem!!!!
Bjkas!!!

Maria disse...

O amor é tudo, Papagueno. Sem dúvida. Nada mais somos que as coisas mais puras e simples. Beijinho e um bom domingo para ti.

Alma Nova disse...

Quando há Amor a vida transforma-se num tapete florido onde os precalços sempre são menos graves e o sol brilha mais forte

Gi disse...

Tantas formas de se ver o amor, tantas formas de amar, nenhuma maior ou melhor que a outra. Porque tudo é amor.

L'amour, lámour, toujours l'amour.

Um beijinho (vamos lá a ver se é desta que consigo voltar à "normalidade"

Fá disse...

Gostei mto do seu blog!
Arte, mta arte... Parabéns!!!

Abçs, Fá

(implicita.arteblog.com.br)

Fátima disse...

Amigo,

Amor para sempre... amor sentido...
amor... amor...
Linfo!

:-) Beijo

Fátima disse...

Amigo,

Não é Linfo! Eh,Eh! *Lindo! era o queria escrever.

:-) Beijo

Ninuska disse...

Magnífico! Tb eu vou "roubá-lo" pro meu espaço, mas não pra já...obrigada, por me deixar deambular por este bairro...uma e outra vez...

até já**