terça-feira, 20 de março de 2007

PRIMAVERA


A suave brisa sobre as folhas, o aroma doce das flores, o rubro das papoilas, a beleza frágil de um gerânio ou o desfolhar de um malmequer.
A Primavera é festa dos sentidos; é o prazer de corrermos descalços pela erva e fazer amor sobre uma cama de margaridas.
.

VAI ALTA NO CÉU

Vai alta no céu a lua da Primavera
Penso em ti e dentro de mim estou completo.
Corre pelos vagos campos até mim uma brisa ligeira.
Penso em ti, murmuro o teu nome; e não sou eu: sou feliz.

Amanhã virás, andarás comigo a colher flores pelo campo,
E eu andarei contigo pelos campos ver-te colher flores.
Eu já te vejo amanhã a colher flores comigo pelos campos,
Pois quando vieres amanhã e andares comigo no campo a colher flores,
Isso será uma alegria e uma verdade para mim.

Alberto Caeiro

4 comentários:

Ludovicus Rex disse...

Viva a Primavera...
Um abraço

wind disse...

Belo:)

Belzebu disse...

Lindíssima homenagem a esta Primavera tão desejada e ao Dia da Poesia!

Saudações infernais!

SA disse...

viva a primavera! belo poema