quarta-feira, 28 de março de 2007

PORTUGAL UM RETRATO SOCIAL


Ontem a RTP redimiu-se um pouco do triste espectáculo que foi o programa do Maior Português de sempre fazendo um pouco de serviço público e a horas decentes.

Com autoria e locução de António Barreto, "Portugal, um Retrato Social" pretende, como o próprio nome indica, retratar a sociedade portuguesa; Quem somos, quem fomos, como somos e como erámos podia ser um subtítulo do programa.

Enquanto o António nos mostrava como era a vida das pessoas na década de sessenta não pude deixar de pensar que quem votou no Salazar deveria ser obrigado a ver aquilo.
Naquela época as pessoas passavam fome, o pequeno almoço, almoço e jantar (quando havia) era uma sardinha, um pouco de caldo, um pedaço de toucinho (quando havia) e uns copitos de vinho. Ora esses meninos que votaram no tal ditador de Santa Comba Dão devem todos ter nascido depois da década de sessenta e não sabem o que é passar fome e não poder reclamar. Não sabem o que é uma pessoa ser presa e torturada só por dizer o que pensa e de certeza que não sabem o que é viver sem o hamburguer e a Coca-Cola, sim podem não acreditar mas essa bebida tão popular hoje em dia chegou a estar proíbida no tempo da "outra senhora".

Voltando ao programa do António Barreto, se não viram aconselho a ver os próximos programas para decobrirmos quem somos.
Os sete episódios vão ser transmitidos semanalmente, às terças-feiras, sempre após o Telejornal, por volta das 21.00. A excepção acontece em dias de jogos da Liga dos Campeões, nos quais a série começa pelas 22.00.
.

2 comentários:

wind disse...

Pois é a geração depois do 25 de Abril não sabe nada e têm tudo. Não vi o Programa. Obrigada pela dica:)
beijos

Ludovicus Rex disse...

Gostei de ver, um programa bem concebido e sério.
Assim faço vénia à RTP...
Um abraço