terça-feira, 27 de março de 2007

NÃO SEI SE ISTO É AMOR


Nao sei se isto e amor. Procuro o teu olhar,
Se alguma dor me fere, em busca de um abrigo;
E apesar disso, cre! nunca pensei num lar
Onde fosses feliz, e eu feliz contigo.

Por ti nunca chorei nenhum ideal desfeito.
E nunca te escrevi versos romanticos.
Nem depois de acordar te procurei no leito
Como a esposa sensual do Cantico dos Canticos.

Se e amar-te, nao sei. Nao sei se te idealizo
A tua cor sadia, o teu sorriso terno...
Mas sinto-me sorrir de ver esse sorriso
Que me penetra bem, como este sol de Inverno.

Passo contigo a tarde e sempre sem receio
Da luz crepuscular, que enerva, que provoca.
Eu nao demoro o olhar na curva do teu seio
Nem me lembrei jamais de te beijar na boca.

Eu nao sei se e amor. Sera talvez comeco...
Eu nao sei que mudanca a minha alma pressente...
Amor nao sei se o e, mas sei que te estremeco,
Que adoecia talvez de te saber doente.

Camilo Pessanha, Clepsydra e poemas dispersos

Foto: Fernando Figueiredo, Olhares.com

10 comentários:

Rui Luís Lima disse...

olá

se gostas de cinema vem visitar-nos em

www.paixoesedesejos.blogspot.com

todos os dias falamos de um filmwe diferente

paula e rui lima

wind disse...

Belo e sim é amor:)
beijos

Mário Margaride disse...

É de certeza amor. Belo poema!

Abraço

entre linhas disse...

Olá passei por cá e gostei.

Muito bonito este poema,muito sublime,parabéns por escreveres palavras tão bonitas.

Boa semana

Bjs Zita

Over_and_Out disse...

Ha muito tempo que nao lia nada tao bonito... descreve tao bem aquilo q sinto...

E sendo assim:

Será amor isto o que eu sinto?...

Kalinka disse...

Olá
Pois é, ando mal, triste, desanimada com tudo à minha volta, desiludida com a maldade da maioria dos mortais, enfim...há-de passar.

Quando aqui cheguei há 2 anos, vim, sem vir à procura de ninguém...mas, hoje, sinto-me bem no meio das pessoas que fui conhecendo aos poucos.

Fizeram-me um desafio e já respondi, é uma forma de me dar a conhecer um pouquinho mais; se quiseres saber algo mais, já sabes qual o caminho que tens que tomar.
1 coisa que faço muito bem

SER AVÓ.

Beijinhos a todos/as pelas palavras de conforto que recebi.
Muito obrigado.

Kalinka disse...

Há 1 semana atrás fiz uma grande festa para receber os Amigos/as na comemoração do 2º aniversário do kalinka; esperei a ver se aparecias e, NADA...
fiquei triste...

Beijokinhas.

Kalinka disse...

Desculpa meu Amigo
Sei que és das pessoas que está SEMPRE PRESENTE...
eu queria dizer que: tinha na ideia vir cá convidar-te para a festa mas...não vim e «pensei» que não tinhas ido, mas, MEU AMIGO foi a 1ª vez que tive mais de 100 comentários e NÃO DEVIA, mas...BARALHEI AS MINHAS IDEIAS.
Também...mal como ando, é só o que se pode esperar de mim, neste momento.
Desculpas-me?

Beijinho doce.

Kalinka disse...

Não fiques triste por isto...
nem aborrecido comigo.
Quero penitenciar-me da asneira que escrevi.

papagueno disse...

kalinka claro que não estou aborrecido nem triste contigo, é preciso muito mais que isso para me zangar com um amigo. Um beijinho doce para ti também e muita força amiga.