quarta-feira, 30 de julho de 2008

EDGE



The woman is perfected.
Her dead

Body wears the smile of accomplishment,
The illusion of a Greek necessity

Flows in the scrolls of her toga,
Her bare

Feet seem to be saying:
We have come so far, it is over.

Each dead child coiled, a white serpent,
One at each little

Pitcher of milk, now empty.
She has folded

Them back into her body as petals
Of a rose close when the garden

Stiffens and odors bleed
From the sweet, deep throats of the night flower.

The moon has nothing to be sad about,
Staring from her hood of bone.

She is used to this sort of thing.
Her blacks crackle and drag.

Sylvia Plath

É um pouco depressivo, mas gostei.

5 comentários:

Miguel disse...

Um bocado "down" ...

Um abraço da M&M & Cª!

pinguim disse...

Um pouco depressivo???
O que é para ti ser depressivo???
Isto é super depressivo, nada mas nada, o meu género...

wind disse...

Muito forte!
Beijos

Ana disse...

Eu gostei muito maS achei sim, é muito depressivo. Este blog é fabuloso!!!

papagueno disse...

Olá Ana Obrigado pela visita e pelo grande elogio. Beijos