sábado, 3 de maio de 2008

LES MECS DE 68


Foi há 40 anos que um protesto estudantil degenerou numa série de motins e greves que alastrou por toda a França.
De repente as pessoas descobriram que havia uma enorme fome de liberdade.

9 comentários:

pinguim disse...

Foi um rastilho que alastrou um pouco por todo o lado e que marcou fortemente o ano de 1968.
Abraço.

Ludo Rex disse...

Bem recordado amigo. Hoje estamos a precisar de novo de um Maio de 68...
Viva a Liberdade!
Um abraço e Bom Domingo

Papoila disse...

E hoje continua a haver uma fome de liberdade.. é que a que dizem existir não é liberdade mas sim uma opressão camuflada...

Beijinhos
BF

Luís Galego disse...

fome de liberdade. fome essa que ainda não está saciada...

um abraço

wind disse...

E isso foi o começo para outros países também fazerem o mesmo.
Estamos a precisar de um Maio de 68...
Beijos

ANTONIO DELGADO disse...

A falta de liberdade continua mesmo existindo a blogosfera: um novo Maio de 68 precisa-se! Talvez todos os anos deveria de haver um para aferir tudo aquilo que se perdeu em relação ao Maio anterior. Um abraço forte e fraterno e continuação de bom domingo.

António

Miguel disse...

Acho que estamos a precisar de um novo Maio de 68 ...!

Um Abraço da M&M & Cª!

avelaneiraflorida disse...

UMA MEMÒRIA IMPERDÌVEL!!!!

Que saibamos SEMPRE renová-la!!!
Bom resto de fim de semana, amigo Papagueno!!!
Bjkas!!

3vairado disse...

Qu'est ce qui font les mecs du Mai 68?
Políticos que se aburguesaram (ex que tomaram o desejo por utopia)

O que ficou desse Maio?
A esperança de que é preciso ser livre.