segunda-feira, 4 de fevereiro de 2008

HOMENAGEM AO MALANDRO





Em homenagem aos nossos malandros.

Eu fui fazer um samba em homenagem
À nata da malandragem
Que conheço de outros carnavais

Eu fui à Lapa e perdi a viagem
Que aquela tal malandragem
Não existe mais


Agora já não é normal
O que dá de malandro regular, profissional
Malandro com aparato de malandro oficial
Malandro candidato a malandro federal
Malandro com retrato na coluna social
Malandro com contrato, com gravata e capital
Que nunca se dá mal


Mas o malandro pra valer
- não espalha
Aposentou a navalha
Tem mulher e filho e tralha e tal


Dizem as más línguas que ele até trabalha
Mora lá longe e chacoalha
Num trem da Central

Chico Buarque/1977-1978
Para a peça "Ópera do malandro"

7 comentários:

avelaneiraflorida disse...

Nada mais ACTUAL do que esta "charge" do Chico!!!!!!!
"Brigados" por no-la lembrares aqui, amigo Papagueno!!!!
bjkas!!


nota: e esta verificação de palavras troca-me os olhos, dia a dia!!!!!!!!!!!

Papoila disse...

E tantos malandros que nós temos ... bonita homenagem.

Beijos
BF

Miguel disse...

Escolheste mesmo a nata dos malandros de Portugal ...!

Um BOM Feriado de Carnaval ...!
Um Abraço da M&M & Cª!

Einstein Halking disse...

Salve Madame Satã.

Ludo Rex disse...

Epá Grande Homenagem... :-) Um Abraço

rato do campo disse...

Excelente escolha! O Chico cai aqui que nem ginjas! Abraço!

wind disse...

Excelente, muito oportuno:)
Beijos