domingo, 9 de março de 2008

COM UMA VIAGEM NA PALMA DA MÃO


Agarras-te à hora
Em que o tempo não passou
Mergulhas nas cores
Que a loucura te emprestou
E quando te vês para lá do espelho
Encontras a solidão

Descobres o Mundo
De quem tem pouco a perder
E sobes às estrelas
Que ontem não podias ver
E perdes o medo de estar só
No meio da multidão

Tradições
Atrás de contradições
Fizeram-te abrir os olhos
Podes dizer:
Eu... sou

Jorge Palma
Imagem: Tatiana Parcero

6 comentários:

wind disse...

Sempre belas as letras de Jorge Palma:)
Beijos

Ludo Rex disse...

Jorge Palma, boa escolha Amigo.
Um Abraço e boa semana

Lia Palma disse...

"e todo o mundo encolhido,
cabia na tua mão,
mesmo sem o teres pedido"

A. Jorge disse...

Um grande senhor. Jorge Palma dos melhores em português!

Um abraço

Jorge

http://vagabundices.wordpress.com/

confra-ria disse...

Palmas palmas,palmas ao Palma,um trovador como existem muitos poucos,amigo do seu amigo ,um poeta,um homem generoso,criativo,um vagamundo independente, um homem que tem na musica um lugar à parte como um Zeca,um José Mario Branco,Um Sergio...
Tem a música na alma, um brilhozinho nos olhos e o coração sempre na Palma da mão...
É um ZÉ do telhado que dá musica para todos,um gajo porreiro que nos abriu caminhos para o Bairro do Amor....
É UM ARTISTA...UM VERDADEIRO!

pinguim disse...

Jorge Palma no seu ambiente, ou seja no seu melhor...