quarta-feira, 19 de março de 2008

ADEUS ARTHUR CLARKE


Arthur C. Clarke (1917-2008)

Com ele sonhei com caveiras de cristal e com civilizações perdidas. Com ele conheci os grandes mistérios do planeta. Ele parte agora em busca do maior mistério da humanidade. Que pena já não o poder partilhar connosco.

Escrito em 1948, "The Sentinel", foi o pequeno conto que Kubrick levou ao cinema em 1968 e se tornou uma das maiores obras primas do cinema.

5 comentários:

pinguim disse...

E quem não pode esquecer "2001-Odisseia no espaço" de Kubrick, tem que admitir que muito da "culpa" de ser um grande filme vem da história, ou seja deste nome que hoje desapareceu.
Abraço.

avelaneiraflorida disse...

Não sabia!!!!
Um amigo trouxe-me em mão alguns dos seus livros que li deliciada e surpresa...

Bem merecida HOMENAGEM!!!!
Bjkas!!!

wind disse...

Este princípio do 2001, nunca esqueci e confesso que quando vi o filme pela 1ª vez detestei, era muito nova:)
Beijos

Marreta disse...

Tenho andado um bocado alienado deste mundo blogosférico e também do outro. Realmente não sabia da morte do Clarke. Uma perda imensa.
Saudações do Marreta.

rato do campo disse...

Homenagem justíssima, a que aqui fazes! As razões já foram referidas pelos comentaristas anteriores! Abraço, boa Páscoa