sábado, 21 de março de 2009

QUASE UM POEMA DE AMOR


Porque hoje é o Dia Mundial da poesia...

Há muito tempo já que não escrevo um poema
De amor.
E é o que eu sei fazer com mais delicadeza!
A nossa natureza
Lusitana
Tem essa humana
Graça
Feiticeira
De tornar de cristal
A mais sentimental
E baça
Bebedeira.

Mas ou seja que vou envelhecendo
E ninguém me deseje apaixonado,
Ou que a antiga paixão
Me mantenha calado
O coração
Num íntimo pudor,
--- Há muito tempo já que não escrevo um poema
De amor

Miguel Torga, Poesia Completa
Publicações D. Quixote, 2000

5 comentários:

wind disse...

Lindo post:)
Beijos

ematejoca disse...

A minha poesia
É um jardim de luz
Em cada roseira sem espinhos
Há uma rosa para colher
Sem fazer sangue

Há uma rosa para ti, Papagueno, no meu Jardim de Amizade.

Uma semana cheia de bons momentos!

Mandillo disse...

muito lindo! merci

Lia Palma disse...

Quase, quase!
Beijo

Maria Faia disse...

Papagueno,
Hoje venho desejar-te uma Páscoa Feliz, com muita Luz e muito Amor que irradiem por todos os dias da tua vida.

Um abraço Amigo,
Maria Faia